Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Juventus e AC Milan juntam-se ao lote de desistentes da Superliga Europeia

21 abr, 2021 - 13:25 • Redação

Equipa de Milão diz que as "preocupações dos adeptos falaram mais alto", enquanto que a Juventus continua convicta da proposta da Superliga, mas atualmente "tem possibilidades limitadas de se concretizar".

A+ / A-

O AC Milan e a Juventus anunciaram, em comunicado, a saída da Superliga Europeia, depois das queixas dos adeptos em todo o mundo. Apenas Barcelona e Real Madrid ainda continuam oficialmente vinculados ao projeto.

"As vozes e as preocupações dos adeptos em todo o mundo falaram mais alto sobre a Superliga e o AC Milan tem de ser sensível às vozes de quem ama o futebol. Vamos continuar a trabalhar para um futebol mais sustentável", pode ler-se.

Já a Juventus, que foi uma das grandes impulsionadoras do projeto, afasta-se da Superliga Europeia, mas "permanece convicta da validade dos pressupostos desportivos, comerciais e jurídicos do projeto", mas "considera que atualmente este tem possibilidades limitadas de ser concluído na forma em que foi inicialmente concebido".

De resto, o presidente do clube, Andrea Agnelli, já tinha dado conta da derrota da proposta da prova.

"Para ser sincero, acho que não vai continuar, não vai ser esse o caso. Continuo convencido da beleza do projeto, mas acho que o projeto já não está de pé", disse, à Reuters.

Apenas o Real Madrid e o Barcelona continuam oficialmente vinculados ao projeto, depois da desistência dos três clubes italianos e dos seis ingleses, que deram o mote para a derrocada do projeto.

No domingo, AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, FC Barcelona, Inter Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham anunciaram a criação da Superliga europeia, à revelia de UEFA, federações nacionais e vários outros clubes.

A competição previa ser disputada por 20 clubes, 15 dos quais fundadores -- apesar de só terem sido revelados 12 -- e outros cinco, qualificados anualmente.

UEFA e FIFA confirmaram que os jogadores das equipas que disputem a Superliga serão banidos dos Europeus e Mundiais e proibidos de representar as suas seleções. A UEFA já está a estudar uma forma de excluir, com efeitos imediatos, os 12 clubes fundadores da Superliga das competições europeias.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+