Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tópico:

bispos e pandemia


  • Bispo de Setúbal. “Estado não pode ser destinatário único da

    ​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Setúbal. “Estado não pode ser destinatário único da 'bazuca europeia'"

    09 jun, 2021 - 07:00

    O bispo de Setúbal, D. José Ornelas, está preocupado com a gestão das verbas do PPR: “Espero que a 'bazuca' não fique pelo caminho, nas mãos e nos bolsos de alguém”. Em entrevista à Renascença, o bispo diz ainda esperar que a pandemia “nos tenha ensinado também a viver de um modo mais simples e mais solidário” e não esconde receio face ao perigo de o confinamento ter “criado raízes”. A saúde mental é para D. José Ornelas outra preocupação no pós-pandemia.
  • Bispo de Viseu. "O Interior não pode ser só bom para se vir cá"

    ​​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Viseu. "O Interior não pode ser só bom para se vir cá"

    08 jun, 2021 - 06:33

    D. António Luciano Costa espera que a chamada "bazuca europeia" olhe para "o interior tão despovoado”. Em entrevista à Renascença, o prelado diz que “o Interior não pode ser bom apenas para se vir cá, porque tem boas águas, bom vinho, ou outros produtos” e conta que a sua experiência profissional de enfermeiro o tem ajudado nestes tempos de crise sanitária.
  • Bispo de Coimbra. “Poderes públicos têm de olhar para as IPSS como um parceiro"

    ​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Coimbra. “Poderes públicos têm de olhar para as IPSS como um parceiro"

    07 jun, 2021 - 06:12

    D. Virgílio Antunes defende melhorias na qualidade da relação entre o Estado e as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) e sugere que “os poderes públicos têm de olhar para as instituições como um parceiro e nunca como um concorrente”.​ Em entrevista à Renascença, o bispo de Coimbra encontra na solidariedade e na humildade duas das grandes lições a retirar da pandemia e destaca a solidão como um dos fatores mais duros da crise sanitária.
  • Bispo de Portalegre-Castelo Branco. "Estamos a ser despovoados”

    ​​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Portalegre-Castelo Branco. "Estamos a ser despovoados”

    04 jun, 2021 - 06:47

    D. Antonino Dias​ diz à Renascença que “os incentivos à fixação” de pessoas no Alentejo são insuficientes. Queixa-se de que "os apoios de mais alto não chegam​", mas faz questão de salvaguardar a ação dos autarcas, que "batem o pé e chamam a atenção para a necessidade de investimentos”. Em 13 anos na diocese, o bispo diz que "ordenou três sacerdotes" e que já foi “ao funeral de mais de 40”.
  • Bispo de Vila Real. “Pandemia poderá ser uma espécie de acelerador de algumas mudanças”

    ​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Vila Real. “Pandemia poderá ser uma espécie de acelerador de algumas mudanças”

    02 jun, 2021 - 06:44

    D. António Augusto Azevedo lembra que um país que se organize apenas à volta de dois ou três polos, é desequilibrado, injusto e empobrecido. Em entrevista à Renascença fala das dificuldades provocadas pelo despovoamento do Interior e diz que a pandemia reforçou a necessidade de uma reflexão sobre que país virá a seguir.
  • Bispo do Funchal. "Temo que o medo seja uma marca que a pandemia nos deixa”

    ​​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo do Funchal. "Temo que o medo seja uma marca que a pandemia nos deixa”

    01 jun, 2021 - 06:44

    “Fomos obrigados por esta pandemia a ter medo uns dos outros”, diz D. Nuno Brás, que teme a possibilidade de este sentimento se ter instalado. O bispo do Funchal deteta já sinais de recuperação económica na ilha, depois de uma fase em que o número de pedidos de apoio à Cáritas aumentou, tal como o dos sem abrigo na cidade do Funchal.
  • Bispo das Forças Armadas. “País podia aproveitar melhor" militares e polícia

    ​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo das Forças Armadas. “País podia aproveitar melhor" militares e polícia

    31 mai, 2021 - 06:41

    D. Rui Valério declara-se surpreendido pelo facto de “Portugal ainda não ter despertado para a mais valia de uma instituição tão competente, tão eficiente, tão capacitada” como as Forças Armadas. Em entrevista à Renascença, o bispo castrense afirma que a pandemia mostrou que, a par da Igreja, “as Forças Armadas são os alicerces da nação”.
  • Bispo de Bragança-Miranda. "Temos identificadas cerca de 2.300 pessoas que vivem sozinhas”

    ​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Bragança-Miranda. "Temos identificadas cerca de 2.300 pessoas que vivem sozinhas”

    28 mai, 2021 - 06:35

    O fenómeno do isolamento e da solidão é antigo na diocese, mas a pandemia acentuou o problema. D. José Cordeiro aponta uma nova realidade: a necessidade de prestar apoio a estudantes estrangeiros. Em entrevista à Renascença, o bispo diz ainda que “o período de tempestade” do qual estamos a sair "implica todos na missão".
  • Bispo de Aveiro. "Ordenados baixos são também uma forma de desigualdade e de injustiça”

    ​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Aveiro. "Ordenados baixos são também uma forma de desigualdade e de injustiça”

    27 mai, 2021 - 06:30

    D. António Moiteiro não tem dúvidas de que "a pandemia fez com que as desigualdades sociais aumentassem", afetando mais aqueles que estavam "em fragilidade". O bispo adverte que não é possível "construir uma sociedade sem inclusão" e mostra esperança de que esta crise possa "ajudar-nos a ser melhores como sociedade e como Igreja”.
  • Bispo de Aveiro. "Ordenados baixos são também uma forma de desigualdade e de injustiça”

    ​A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Aveiro. "Ordenados baixos são também uma forma de desigualdade e de injustiça”

    27 mai, 2021 - 06:30

    D. António Moiteiro não tem dúvidas de que "a pandemia fez com que as desigualdades sociais aumentassem", afetando mais aqueles que estavam "em fragilidade". O bispo adverte que não é possível "construir uma sociedade sem inclusão" e mostra esperança de que esta crise possa "ajudar-nos a ser melhores como sociedade e como Igreja”.
  • Bispo de Lamego. "As pessoas sentem-se abandonadas”

    A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Lamego. "As pessoas sentem-se abandonadas”

    26 mai, 2021 - 07:00

    Em entrevista à Renascença, D. António Couto considera que a pandemia acentuou o sentimento de abandono e aconselha os governantes a visitarem o território para melhor perceberem as reais necessidades da população.
  • Bispo de Lamego. "As pessoas sentem-se abandonadas”

    A pandemia e as suas lições - a visão da Igreja portuguesa

    Bispo de Lamego. "As pessoas sentem-se abandonadas”

    26 mai, 2021 - 07:00

    Em entrevista à Renascença, D. António Couto considera que a pandemia acentuou o sentimento de abandono e aconselha os governantes a visitarem o território para melhor perceberem as reais necessidades da população.