Tempo
|
Graça Franco n´As Três da Manhã
Terças e quintas-feiras, às 9h20, n'As Três da Manhã
A+ / A-
Arquivo
Médicos no Algarve sem férias “deve fazer-nos pensar sobre o nosso civismo”- Graça Franco
Médicos no Algarve sem férias “deve fazer-nos pensar sobre o nosso civismo”- Graça Franco

Graça Franco

Médicos no Algarve sem férias “deve fazer-nos pensar sobre o nosso civismo”

01 jul, 2021 • Marta Grosso


Marcelo pediu explicações à DGS sobre o isolamento do primeiro-ministro, apesar de vacinado, para “evitar desconfianças” sobre a vacina contra a Covid-19.

Na opinião de Graça Franco, não parece lógico que uma pessoa com a vacinação completa, com direito ao certificado digital – ou seja, a poder viajar para qualquer país sem quarentena – cumpra agora um isolamento profilático.

Por isso, “faz todo o sentido pedir explicações adicionais e podem passar por coisas tão simples como: sim, o primeiro-ministro está vacinado com as duas doses; sim, mantém normalmente o distanciamento social; sim, ele usa máscara, mas tomou um cafezinho com os colaboradores infetados”.

Assim, “aquilo que era um contacto de baixo risco passa a ser um contacto de alto risco” e há que não esquecer que, mesmo vacinado, “pode ser um veículo de transmissão da doença e colocar em risco aqueles que não estão vacinados à sua volta”.

Lembrando que nenhuma vacina é 100% eficaz contra a Covid-19, a comentadora d’As Três da Manhã aponta aentrevista do secretário de Estado da Coordenação Regional à Renascença para falar da situação no Algarve e da importância do comportamento das pessoas em tempo de pandemia.

“Não podemos pôr em risco o direito ao descanso e às férias dos profissionais de saúde que estão a trabalhar no Algarve. Eles já estão há dois anos sem férias, está-se a lutar pelos 25 dias de direito às férias de todos os trabalhadores. Fazer com que todo aquele grupo de trabalhadores exaustos não possa mais uma vez gozar férias deve fazer-nos pensar sobre o nosso civismo”, defende.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    02 jul, 2021 Lisboa 13:46
    Pensar sobre o "nosso" civismo? Fale com quem quer a Economia a funcionar e põe as pessoas a deslocarem-se em transportes públicos como sardinha em lata. Fale com o ministro(?) da Educação sobre estando o final do ano letivo marcado para dia 8, porque não antecipar o fecho das Escolas. Fale com os que agendam vacinação e ou porque quiseram ver a bola/ir de fim-de-semana/férias/ ou simplesmente não lhes apetece, faltam à vacina. Fale com essas hordas e hordas de adolescentes e jovens irresponsáveis, que mal despontou o bom tempo e se começou a falar em "desconfinar", voltaram ao Carnaval de sempre e sem tomarem qualquer precaução. Civismo? Grande parte deste Povo tinha de nascer e ser educado outra vez ...