Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Graça Franco n´As Três da Manhã
Terças e quintas-feiras, às 9h20, n'As Três da Manhã
A+ / A-
Arquivo
Caso Medina. “Isto é Portugal ao nível do terceiro mundo” - Graça Franco

Graça Franco

Caso Medina. “Isto é Portugal ao nível do terceiro mundo”

24 jun, 2021 • Marta Grosso


Graça Franco acha “espantoso” que o presidente da Câmara de Lisboa soubesse do envio de dados a embaixadas desde 2018 e diz que “é preciso crescer em responsabilidade”.

“Isto é Portugal ao nível do terceiro mundo e, se é assim, é preciso mais do que demitir o senhor que tinha a função da proteção de dados, defende a comentadora d’As Três da Manhã.

Fernando Medina vai nesta quinta-feira dar explicações ao Parlamento, mas pouco deverá mudar, além de “sair mais amachucado no final”.

As crianças também dizem que “foi sem querer”, mas agora “é preciso crescer em responsabilidade. É preciso um bom raspanete para que, daqui em diante toda a administração perceba que está em causa o chefe máximo da administração”, diz Graça Franco.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    25 jun, 2021 Funchal 12:59
    Mas uma coisa é certa, a vida das pessoas identificadas pode estar em risco. Os ditadores não brincam em serviço.
  • José Avila
    24 jun, 2021 São Miguel 11:06
    Quando um jornalista no ativo se coloca de um lado da barricada, está identificada a sua opção política. Malhar em ferro frio, é mais fácil do que propor alternativas de atuação. Ao jornalista não compete fazê-lo, ao comentador sim. Não basta parecer isento, é preciso sê-lo isento na abordagem dos assuntos e nos critérios de julgamento.
  • lv
    24 jun, 2021 lisboa 10:04
    São as Graças que temos, ao nivel da porcalhota!
  • Americo Anastacio
    24 jun, 2021 Leiria 09:49
    É uma tristeza...............