A+ / A-

Conteúdo Patrocinado

Música nos Leões com Pedro Jóia ao vivo


Aceite o convite para assistir à temporada de concertos Música nos Leões, no Edifício dos Leões, na Rua do Ouro 88, em Lisboa. Deixe-se surpreender por espetáculos intimistas, num lugar onde a arte e a história se cruzam. O próximo espetáculo é já este sábado às 17h00.

A iniciativa “Música nos Leões” acontece num dos espaços arquitetónicos mais emblemáticos da Baixa de Lisboa. Aproveite esta oportunidade única para visitar o icónico Edifício dos Leões, e ouvir a melhor música ao vivo.

Durante este ano, pode assistir a vários concertos, com artistas de diversas áreas musicais. Da guitarra ao piano, passando pelo Jazz e Fado, estão prometidas tardes de sábado inesquecíveis.

A inaugurar esta temporada subiu ao palco Ana Bacalhau. Seguiu-se a música e o piano de Mário Laginha, numa tarde tranquila de Jazz, e também já houve lugar para o fado de Pedro Moutinho


O próximo concerto será sábado, dia 1 de Julho. O edifício dos Leões vai receber o Pedro Jóia. O guitarrista convida o percussionista José Salgueiro para um concerto único.

Reserve já o seu lugar para este concerto, sábado às 17h.


Aproveite ainda para visitar a exposição “Natureza Viva, Paisagem e Sustentabilidade“, cinco séculos de arte europeia sobre a reflexão da relação do Homem com a Natureza, onde se encontram obras de alguns dos mais relevantes artistas portugueses contemporâneos, como Vhils, Bordalo II, João Cutileiro e Joana Vasconcelos. Inclui ainda obras das coleções do MNAA, do Santander Portugal e da Fundación Santander España.

A exposição vai estar patente ao público de 7 de junho a 31 de janeiro, no Edifício dos Leões, sede da Fundação Santander Portugal, na Rua do Ouro, 88, em Lisboa. Pode ser visitada de terça a domingo, entre as 15h e as 18h.


Sobre o Edifício dos Leões:

Venha conhecer este magnífico edifício da arquitetura portuguesa, um dos mais emblemáticos edifícios da baixa pombalina, revelando espaços que marcaram a história do banco Santander.

Para além de visitar o interior da sede, poderá conhecer parte da coleção de arte do banco, encontrando alguns dos nomes mais expressivos da história da pintura portuguesa, que marcaram o início do século XX.

Não perca a oportunidade de conhecer este edifício histórico repleto de arte que se revela agora ao público com a recriação da atividade bancária da época, celebrando a memória desta instituição. Vai valer a pena conhecer este espaço cultural onde a arte e a história se cruzam.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.